Eu, que não tenho nenhuma certeza, sou mais certo ou menos certo?

Fechamos um ciclo. Encerramos a etapa 1. Maio e junho de 2012 eram um piloto de projeto. Virou mais que isso, virou uma ponta de lança. Portas abertas. A Música. Aos Músicos. Aos que criam, interpretam, compõem.

Fica aqui uma referência. Porque o clássico já tantas vezes o repeti para nós não é o século XIX, o romantismo. É a revolução de um Bach. É o que tanto aqui no Ocidente quanto no Oriente se criou. Se imaginou Música. Som para ser mais contemporâneo. Música existe também no(s) silêncio(s). Foi assim que através do flyer criado pela Am7 as coisas se definiam. O que você vê é Silêncio. Meu obrigado aos músicos, aos intérpretes, aos compositores e ao público. Obrigado. Paulo Goya.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s