A Mais-Valia vai Acabar, seu Edgar

Ficha Técnica
Texto: A Mais-Valia vai Acabar, seu Edgar
Autor: Oduvaldo Vianna Filho
Concepção e Direção Geral: Tin Urbinatti
Direção Musical: Paulo Herculano
Elenco: Adriane Gomes, Lúcia Capuani, Pedro Pianzo, Renan Rovida, Silvia de Assis, Susete Rodrigues, Tin Urbinatti e Viviane Figueiredo
Figurino e Adereços: Viviane Figueiredo
Cenografia: Tin Urbinatti e Grupo
Costureira: D.Dalva….
Coord. Produção: Viviane Figueiredo
Produção: O Pessoal da Mais-Valia

DAS NECESSIDADES
Da necessidade de completar nossa existência fora de nós em composição com o mundo exterior surge a necessidade de inteligi-lo. A Mais Valia Vai Acabar, Seu Edgar é peça política mesmo circunstancial. Os valores formulados são simplistas e esquemáticos.
A MAIS VALIA é o fenômeno econômico que desencadeia a lei do valor e caracteriza o ser social desumano em que vivemos.
Na MAIS VALIA e na lei do VALOR estão contidos o desemprego o utilitarismo a Individualização, o mundo segundo nossa Consciência.
A MAIS VALIA contém a divisão do trabalho manual e intelectual, a concentração demográfica, a guerra, a desnecessidade da existência dos outros.
Procurei explicar a MAIS VALIA de maneira primária que só de maneira primária a conheço. A MAIS VALIA vale um teatro político e circunstancial. A Mais Valia vai acabar, seu Edgar.
Oduvaldo Vianna Filho

Quando se fala em essência de alguma coisa, estamos falando daquilo que é fundamento, é intrínseco, que atravessa o tempo e o Espaço.
A peça A Mais Valia Vai Acabar, Seu Edgar trata justamente de uma essência: a MAIS VALIA, que é o fundamento do Modo de Produção Capitalista. A Mais Valia é a parte de trabalho a mais, a maior, que o Trabalhador deixa durante o processo de Trabalho e que é apropriada pelo capitalista. Nesse sentido, montar a peça hoje é tocar no centro fundamental do processo de exploração por que passa a classe trabalhadora em nosso país.
A peça, escrita, em 1961, tem nos dias de hoje uma atualidade que impressiona.Isto devido à intensificação do grau de exploração a que os trabalhadores foram submetidos. Aquilo que se costuma denominar de “capitalismo selvagem” não só no Brasil. A declaração de Cindy Sheehan, mãe americana que teve seu filho morto na Guerra do Iraque, é extremamente atual e reveladora dos interesses dos capitalistas:
“ Eu vivo nesse país (EUA), mas às vezes penso que existimos apenas para alimentar a máquina de guerra. Parece que é tudo LUCRO, DINHEIRO, PETRÓLEO, GANÃNCIA. E isso tem de acabar.’’ (Folha de São Paulo 28-08-2005)
Tratando de um tema tão árido como este, o autor Vianinha consegue nos divertir utilizando as técnicas do Teatro de Revista e a Improvisação do Teatro de Rua. Podemos citar como exemplo de diversão e conhecimento (essência do fenômeno estético) o “ensaio aberto” que o grupo realizou em julho de 2005 na Escola Nacional Florestan Fernandes, para as Brigadas Culturais do MST e que teve uma comicidade e atualidade surpreendentes.
TIN URBINATTI -05 SET 2005.

(Na compreensão de um trabalhador rural do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra –MST – no dia 12 de julho de 2005 após a leitura dramática da peça “A Mais Valia Vai Acabar, Seu Edgar”, feita pelo “Pessoal da Mais Valia”- No encontro das Brigadas Culturais do MST – “Do Modernismo ao Contemporâneo”-)

“…a questão da peça, né!? Prá que nós tenha uma reflexão sobre a peça. Sobre o teatro que nós vimos agora…eu…agora fiquei pensando… Eu li esse texto, não todo,… mais ou menos a metade do texto…não consegui entender o que é a mais valia. Então prá se ter uma idéia, na apresentação …eu já consegui descobri o que significa a força de trabalho …a mais valia né.
Vamos dar um exemplo né… aí tem o patrão, tem o operário, né… que luta pelos seus direitos né!
E o patrão não se contenta também com a exploração…que tá causando sobre o operário …
E a mais valia é como se fosse…
Mais valia na verdade é aquilo que o trabalhador por dia trabalha 8 horas…então o salário dele é R$ 300,00 ao mês.
Então aí a questão fica o seguinte:
Num dia ele fabrica 10 pares de sapatos…
Cada par de sapato tem o valor de R$ 100,00 …
então o valor de R$ 1.000,00 ele faz num dia.
Enquanto o salário dele é de R$ 300,00 num mês.
Só que daí quantos pares de sapatos ele faz por dia?
10 pares de sapatos por dia já dá R$ 1.000,00 …por dia!
E, durante um mês vai dar R$ 30.000,00.
E ele ganha só R$ 300,00.
Então é todo o lucro que ele deixou na fábrica …” (aplausos)
-12 de julho 2005-
-Escola Nacional Florestan Fernandes-Guararema (SP)

ESTRÉIA – 5 DE AGOSTO até 30 DE SETEMBRO
Sábados – 21hs e Domingos – 18hs.
Duração: 90 minutos.
Lotação: 40 espectadores.
Ingressos a R$20,00, meias a R$10,00 – Estacionamento Conveniado R$5,00 – acesso para deficientes.

O ESPETÁCULO FOI ASSISTIDO POR 175 ESPECTADORES NAS 17 APRESENTAÇÕES REALIZADAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s