12 e 16 de Agosto – Trio Trovatori Dell’Anima

Trio Trovatori Dell’Anima 
O Trio Trovatori Dell’Anima tem como proposta a pesquisa, performance e difusão de obras da Renascença e do Barroco, assim como obras do Período Colonial Brasileiro. Integrado por Cecília Massa (soprano), Arthur Raymundo (tenor) e Diogo Rodrigues (cordas dedilhadas), o grupo deu início às suas atividades na 29ª Oficina de Música de Curitiba e desde então vem desenvolvendo um repertório de canções e peças instrumentais para alaúde e guitarra barroca.

Realizando concertos em São Paulo, Campinas e região, o grupo contempla em seu repertório obras de compositores italianos (Bartolomeo Tromboncino, Marchetto Cara, Claudio Monteverdi, Francesco da Milano) espanhóis (José Marín, Gaspar Sanz, Santiago de Murcia) ingleses (John Dowland, Thomas Robinson), portugueses e brasileiros (Caldas Barbosa, Gabriel Fernandes da Trindade, Cândido Ignácio da Silva e João Francisco Leal). Em 2011, o grupo foi convidado a realizar um concerto na Bogan House (Totnes, Inglaterra) como parte da programação do Dartington International Summer School.
PROGRAMA
Neste concerto, o Trio Torvatori dell’anima apresenta canções para voz acompanhada de instrumentos antigos (Alaúde e Guitarra Barroca). Ao interpretar obras de compositores da Renascença Inglesa, do Barroco Espanhol e Modinhas Brasileiras, o grupo mostra a poesia por entre as cordas dedilhadas em formações solo, em duo e trio. Composto por peças de John Dowland, Thomas Robinson, José Marin,Gaspar Sanz, Santiago de Murcia, Cândido Ignácio da Silva, Arthur Napoleão e Joseph Fachinetti, o programa oferece um panorama dos diferentes elementos e sotaques particulares desta formação e do gênero Canção, ressaltando seu caráter singelo e popular.

Primeira Parte:
Come again – J. Dowland (1563-1626)Can she excuse my wrongs – J. Dowland Preludium – J. DowlandWeep you no more sad fountains – J. Dowland 
Goe from my window – Thomas RobinsonFine knacks for ladies – J. Dowland
Segunda Parte:
Pavanas por la D, al Aire Español – Gaspar Sanz (1640–1710) 
Minueto – Santiago de Murcia (1673 – 1739) 
No piense Menguilla ya – José Marin (1619-1699)Si quires dar marica en lo cierto – José MarinCanarios – Gaspar Sanz
Minha Marília não vive – Cândido Ignácio da Silva (1800-1838)Teu sorriso – Arthur Napoleão (1843-1925)Ganinha, minha ganinha – AnônimoEm qualquer parte que esteja – Joseph Fachinetti (1810-1870)

CONFIRA FOTOS DA APRESENTAÇÃO:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s